BLOG

22 de Junho

5 dicas do que não pode faltar na sua festa junina

Para quem segue a Foco no Instagram, viu que a história de Maria e João na imagem acima representou bem o sentimento de quem buscava se divertir neste São João. Nem de longe, os nordestinos imaginariam que uma das festas mais tradicionais seria afetada em virtude à pandemia.

Mas o que o povo tem de alegria, tem também de criatividade! Sem aglomerações, a saída é uma só: montar o São João da família em casa. E como podemos fazer isso de um jeito animado? Descubra agora! Vamos te ajudar com 5 dicas a seguir:

1) Comidas típicas

Falar de São João e não falar de comida está completamente fora do dicionário nordestino. Esta é, sem dúvida, uma das partes mais gostosas desta época do ano. As comidas juninas tiveram várias adaptações, desde a época da Idade Média, no continente europeu. Foram trazidas ao Brasil pela Igreja Católica com os portugueses. Mas, aqui, elas sofreram adaptações regionais até chegar ao que temos hoje.

Quase todas feitas à base do milho, as comidas juninas têm uma enorme variedade por todo o Brasil: pamonha, cuscuz, bolo de pé-de-moleque, canjica, cocada, arroz doce, paçoca, pipoca, entre outros. Através de sites específicos de culinária, você pode arriscar fazer essas delícias em casa. Aproveite!

2) Música

Sem música, é difícil ter animação. No São João não é diferente! Os instrumentos musicais mais utilizados para acompanhar às festividades juninas são: sanfona, triângulo, violão e o pandeiro. Através deles, conseguimos tocar um bom forró, que é um ritmo originário e popular da Região Nordeste. Aproveite as lives que estão em massas durante este período de maior restrição ou, se preferir ouvir a melhor seleção das músicas juninas, clique na imagem acima e ouça a playlist Arrastapé da Foco, no Spotify.

3) Brincadeiras

Sabe aquelas dinâmicas das festinhas dos tempos de escola? Que tal fazer agora? Nas cidades interioranas do Nordeste, principalmente onde o São João é mais forte, é fácil encontrar brincadeiras semelhantes para toda a família. Separamos alguns exemplos para você:

Tiro ao alvo: uma das mais clássicas e fácil de fazer. Utilize latas de leite vazias, por exemplo, e personalize com cores vibrantes. Forme uma pirâmide e tente derrubar todas as latas com uma bolinha. Quanto mais longe você ficar das latas, maior será o desafio.
Jogo das argolas: nesta brincadeira, separe algumas garrafas de plástico e encha-as com água ou bolinhas de gude. Você poderá enumerá-las e criar regras de pontuação e dificuldades. O objetivo é jogar as argolas para acertar nas garrafas. Semelhante ao tiro ao alvo, quanto mais longe das garrafas, mais desafiador vai ficar.
Rabo no burro: Para vencer a brincadeira, o seu filho deve tentar acertar o rabo do burro numa cartolina com o desenho do animal. Aqui, os olhos do participante têm que estar vendados e é preciso que ele seja girado algumas vezes para não ter tanto a noção do espaço.
Corrida do ovo na colher: uma das mais simples e divertidas também. O participante deve equilibrar um ovo em uma colher na boca e chegar à reta final. Crie obstáculos pela casa para ficar mais divertido. Apesar do nome, sugerimos trocar o ovo por alguma bolinha ou outros objetos para não desperdiçarmos alimentos, tudo bem?

4) Enfeites juninos

Bandeirolas, fogueiras de papel e balões. Para dar o charme certo e característico à sua casa, você precisa colocar estas ornamentações. Estes objetos poderão ser feitos com os jornais e revistas em desuso. Além de não gastar quase nada, você terá uma excelente dinâmica em família. Não esqueça de brincar com as cores. Temos certeza de que elas levarão alegria para toda a casa.

5) Caracterização

Ir à uma festa junina sem uma roupa à caráter, não é o ideal. E na festa preparada em casa, não pode faltar do mesmo jeito. As vestimentas seguem com roupas xadrez, tecidos de chita, sandálias de couro, chapéu de palha e as famosas pintinhas no rosto e os bigodes característicos da festa.

Aproveite as dicas acima. O clima está diferente, mas temos a certeza de que este momento será incrível tanto quanto os outros. Viva a tradição. Viva o São João!

Posts relacionados: